Sábado, 30 de Junho de 2007

Apenas tu

É pedir tão pouco à vida e mesmo assim não o consigo alcançar. Não quero bens materiais, não quero um palácio, nem um carro de sonho. Só queria alguém que preenchesse este vazio que irradia do meu coração, que me sufoca e me entristece.

Podias ser tu! Mas o teu coração já tem dono. Cheguei tarde! As palavras meigas, cheias de ternura e de afecto, já não são suficientes para apagar a dor deste coração solitário, que na noite desperta do silêncio. Os dias sucedem-se serenos, mas na noite, o coração sufocado à luz do dia, explode num pranto que se traduz nas lágrimas que brotam do canto do olho, que me escorrem pela cara e que se evaporam sem levar com elas o vazio que me sufoca.

Sinto-me só. A noite intensifica as lágrimas e a dor, e de nada adianta pedirem-me que me alegre. O meu coração está a sufocar, a dor esmaga-me a alma e não consigo atenuá-la.

Clauclau

  

 

 

“O teu corpo estendido na areia. Bronzeado. Olho-te e apercebo-me do quão belo és no meu olhar. Um deus grego. Amo cada milímetro do teu corpo, cada ruga, cada prega de pele, cada poro. Beijo cada centímetro de ti com o meu olhar. O território que é o teu corpo. Conheço a textura e o sabor de cada pedaço de ti, a rugosidade de cada bocado, a suavidade atrás das orelhas, o sabor a sal do teu pescoço. Cheiras a maresia, a sândalo e limão, e aromas bons. Maçãs vermelhas duras, laranjeiras em flor. Perto de ti sou invadida por ondas de aromas frescos, revigorantes, sensuais e exóticos. O teu corpo encerra a alma mais pura do universo, a mais frágil, a mais doce, a mais translúcida. A alma pura de uma criança que nunca deixaste de ser. Basta um simples olhar, um toque de dedos húmidos, uma carícia ligeira, para encontrar o trajecto mágico que a ela conduz.”
 
Não se escolhe quem se ama - Joana Miranda

Clauclau às 19:39

| Comentar | Adicionar aos favoritos
2 comentários:
De aspalavrasnuncatedirei a 30 de Junho de 2007 às 21:31
Olá Cláudia!
Também gosto imenso dos livros da Joana Miranda. E gosto especialmente deste... talvez seja do titulo
Beijinhos, bom fim de seman.
De Clauclau a 2 de Julho de 2007 às 10:58
Olá Sandra!

Também concordo que o título, por si só, já nos diz muita coisa; e Joana Miranda é uma escritora brilhante na medida em que retrata a nossa própria vida nos seus livros, os desencontros com o amor, as tomadas de decisão, o sentir-se sempre incompleta e em busca de algo que nos preencha.

Comentar post

Pesquisar

 

Posts recentes

Escolhas

Investir

Sonhar com o impossível

Amores

Amor

Felicidade

O que construimos

...

Algo melhor

Explosão de hormonas

Aventuras rápidas

Quero-te comigo

Arquivo

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

tags

afl(30)

amor(260)

ana santa clara(9)

casamento(10)

catherine dunne(11)

citações(324)

dr.ª robin l. smith(8)

ildikó von kürthy(13)

joana miranda(60)

jorge bucay e silvia salinas(11)

livros(308)

margarida rebelo pinto(32)

maria joão lopo de carvalho(10)

miguel sousa tavares(24)

paulo coelho(28)

robin sisman(9)

sofrimento(21)

stefania bertola(12)

suzanne schlosberg(10)

vida(183)

todas as tags

Readspeaker

Imagens

Retiradas da net