Terça-feira, 10 de Julho de 2007

Quando sentires amor

“Quando sentires amor pela primeira vez, compreenderás até que ponto os seus defeitos podem ser variados e cómicos. Enquanto não te apaixonares, enquanto o teu coração estiver livre e o teu olhar não for de ninguém, nenhuma das mulheres que podiam interessar-te se digna interessar-se por ti; depois, no momento em que te prendes a uma única pessoa e os outros não te importam absolutamente nada, todos te seguem, todas dizem palavras ternas, todas te fazem a corte. É o efeito das janelas (...) quando estão abertas, o corpo ilumina a alma e a alma ilumina o corpo, como um sistema de espelhos. Passado pouco tempo, forma-se à tua volta uma espécie de halo que atrai as outras mulheres, como o mel atrai os ursos.”

Vai aonde te lava o coração – Susanna Tamaro

Clauclau às 09:02

| Comentar | Adicionar aos favoritos

Pesquisar

 

Posts recentes

Escolhas

Investir

Sonhar com o impossível

Amores

Amor

Felicidade

O que construimos

...

Algo melhor

Explosão de hormonas

Aventuras rápidas

Quero-te comigo

Arquivo

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

tags

afl(30)

amor(260)

ana santa clara(9)

casamento(10)

catherine dunne(11)

citações(324)

dr.ª robin l. smith(8)

ildikó von kürthy(13)

joana miranda(60)

jorge bucay e silvia salinas(11)

livros(308)

margarida rebelo pinto(32)

maria joão lopo de carvalho(10)

miguel sousa tavares(24)

paulo coelho(28)

robin sisman(9)

sofrimento(21)

stefania bertola(12)

suzanne schlosberg(10)

vida(183)

todas as tags

Readspeaker

Imagens

Retiradas da net