Quarta-feira, 5 de Setembro de 2007

Ponderação

"Sinto-me como aqueles ratos horríveis na roda, rodando e rodando freneticamente sem ir a lado nenhum.
- Além disso, os regulamentos do Ministério da Saúde estão cada vez mais exigentes. Preciso de um sítio apropriado.
Pauline fora calma, profissional, tal como o pai. – Entendo isso, Rose, mas estas instalações que tens em mente não são adequadas. Pensa um pouco: por que razão são tão baratas? Por que motivo estão há tanto tempo à venda? Como tua solicitadora, seria negligente da minha parte deixar-te assinar este contrato de arrendamento. Tem mais buracos do que um coador.
Rose já se atirara para a antiquada cadeira de braços, aborrecida e derrotada. Pauline tinha razão, claro. E isso era apenas mais uma das muitas coisas que tornava tudo pior. Estiveram sentadas em silêncio até à fúria impotente de Rose se desvanecer, como um foguetezinho de Carnaval de uma criança."
 
 
A outra face do amor – Catherine Dunne

Clauclau às 18:13

| Comentar | Adicionar aos favoritos

Pesquisar

 

Posts recentes

Escolhas

Investir

Sonhar com o impossível

Amores

Amor

Felicidade

O que construimos

...

Algo melhor

Explosão de hormonas

Aventuras rápidas

Quero-te comigo

Arquivo

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

tags

afl(30)

amor(260)

ana santa clara(9)

casamento(10)

catherine dunne(11)

citações(324)

dr.ª robin l. smith(8)

ildikó von kürthy(13)

joana miranda(60)

jorge bucay e silvia salinas(11)

livros(308)

margarida rebelo pinto(32)

maria joão lopo de carvalho(10)

miguel sousa tavares(24)

paulo coelho(28)

robin sisman(9)

sofrimento(21)

stefania bertola(12)

suzanne schlosberg(10)

vida(183)

todas as tags

Readspeaker

Imagens

Retiradas da net