Domingo, 8 de Abril de 2007

Sofrer por antecipação

“Não há nada que seja mais difícil de suportar que uma série de dias infelizes.”
 
Coração à deriva – Ildikó Von Kürthy
 
 
Sou mesmo palerma... passei uma semana angustiada a pensar que ele viria passar a Páscoa à terra e que inevitavelmente teria de me cruzar com ele porque moro a apenas três quilómetros dos pais dele.
É o que se chama sofrer por antecedência... Nos últimos três dias, uma mera saída para ir beber um café à noite, tornava-se uma agonia. Num meio pequeno, as probabilidades de encontrar as pessoas que até não queríamos ver aumentam para 99%.
E para quê o sofrimento? Afinal, ele nem veio a Portugal visitar a família... até fiquei aliviada, porque receava a minha reacção quando estivesse frente a frente com ele. A distância tem-me ajudado muito a diminuir a dor, mas a presença dele trás quase sempre à tona mil e um sentimentos que eu julgava já terem naufragado... mas não... quando ele está por perto eu sei que corro o risco de eles poderem voltar a flutuar... sei que a relação terminou e que nada há a fazer... mas também sei que os destroços ficaram e que por muito tempo permanecerão lá no fundo até que alguém me consiga fazer esquecê-los.
Há muito que não estou com ninguém... sinto falta dos carinhos, mas continuo presa aos destroços dos quais não me consigo libertar.
Há uns anos atrás um ex colega de trabalho, fez-se ao pedaço. Na altura expliquei-lhe que seria completamente impossível existir o que quer que fosse entre nós porque tinha um namorado que amava e a quem seria sempre fiel. Como ele sabe que a minha relação terminou, nos últimos tempos tem ligado constantemente fazendo propostas para ir "beber um café". Se fosse só o café, tudo bem. O pior é que eu tenho consciência que isso é um mero pretexto para avançar... e tenho fugido disso. Invento mil e uma desculpa, ora estou fora, ora estou doente, ora fica para outro dia... a verdade é que o rapaz ainda nem sequer conseguiu beber o simples café... Eu sei... tenho plena consciência que ultimamente fujo de ter qualquer tipo de relação amorosa, como o diabo da cruz. A ferida continua aberta. Dizem que só se esquece uma pessoa quando se coloca outra nesse lugar; mas tenho imenso medo de me voltar a magoar a mim própria e temo que em vez de fechar a ferida que ainda sangra, abra uma ainda maior...
 
“Por vezes a paixão por um homem não traduz mais do que a necessidade imperiosa de se esquecer outro.”
Uma mulher não chora – Rita Ferro
 
 

 
Clauclau às 23:50

| Comentar | Adicionar aos favoritos
2 comentários:
De artesã a 10 de Abril de 2007 às 15:57
Olá, passei por acaso aqui e gostei, vou voltar mas para já quero dizer-lhe que não deve desistir de amar novamente, acho que provavelmente esse não era o seu caminho, algo melhor deve estar guardado para si. Força!
De Pam a 17 de Maio de 2009 às 19:53
esse comentario vai para tudo o q eu li e q esta postadu tah?! eh o signte eu ate acho q esse blog fui eu q fiz pro More ....(mi amore)pq eh a minha vida o meu prazer e a minha dor tudo q passei e soh q eu ainda sinto falta ainda tenhu a esperança de telo novamente!!!!! ....entende eu ....neim sei vei!Pô to quase chorandu....e quase tudo o q sintie ...sintia ...sinto vc descreveu!!!!e isso vale pra todo o blog !!!!!!Valew

bjs....
by: Pam

Comentar post

Pesquisar

 

Posts recentes

Escolhas

Investir

Sonhar com o impossível

Amores

Amor

Felicidade

O que construimos

...

Algo melhor

Explosão de hormonas

Aventuras rápidas

Quero-te comigo

Arquivo

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

tags

afl(30)

amor(260)

ana santa clara(9)

casamento(10)

catherine dunne(11)

citações(324)

dr.ª robin l. smith(8)

ildikó von kürthy(13)

joana miranda(60)

jorge bucay e silvia salinas(11)

livros(308)

margarida rebelo pinto(32)

maria joão lopo de carvalho(10)

miguel sousa tavares(24)

paulo coelho(28)

robin sisman(9)

sofrimento(21)

stefania bertola(12)

suzanne schlosberg(10)

vida(183)

todas as tags

Readspeaker

Imagens

Retiradas da net