Terça-feira, 10 de Abril de 2007

Um anjo que me fez sorrir

Afinal ontem o rapaz até conseguiu finalmente beber o tão desejado café. Para mim a noite teve um significado muito especial, mas temo que para ele tenha sido uma desilusão. Apesar de ter havido alguns carinhos e provocações, a verdade é que não passou disso. Gostei do colo e dos carinhos, mas sempre que tentava beijar-me havia sempre um reflexo da cabeça ou de um braço que evitavam que isso acontecesse. Tentei que entendesse que não estou pronta para grandes intimidades. Ele percebeu que continuo obcecadamente ligada a uma relação que já não existe. Até me ri, quando me disse que o que preciso é de voltar a estar com um homem. E que se não fosse com ele, que fosse com outro, mas que deveria perder o medo de voltar a viver. Acho que tens razão... mas fazer o quê? 

 

 

 

  

“Tenho mais uma vez a certeza de que a amizade é uma das mais belas e sublimes formas de amor.
 
Nazarenas e matrioscas – Margarida Rebelo Pinto
 
 

 

 

 

 

 

Clauclau às 22:06

| Comentar | Adicionar aos favoritos
5 comentários:
De noche a 11 de Abril de 2007 às 01:42
fiquei mt feliz ao ler os teus dois textos!

apesar de negares (especialmente no 1.º) nota-se que tens vontade de seguir em frente o que é óptimo! e acho que o facto ponderares iniciar um relacionamento com outra pessoa (mesmo que não seja para a vida...ou mesmo que no fim seja só amizade) é um primeiro passo para avançar e deixar o passado para trás!

parece que estou sempre a escrever lugares comuns ou artigos de uma revista cor de rosa... mas a sério fiquei mesmo feliz porque me revejo um bocado... eu sou um bocado pessimista mas no fundo nunca concordo nada com o meu próprio pessimismo!

corrige-me se estou errado mas parece-me que é o que se está passar contigo?

aguardo pelas cenas dos próximos capítulos...se calhar... qto mais tarde melhor...será talvez um bom sinal não ver posts teus durante uns tempos ;)
De Clauclau a 11 de Abril de 2007 às 12:00
Deves ser das poucas pessoas que se dá ao trabalho de ler o que escrevo e a deixar comentários. Obrigada. A sério. Podes não acreditar, mas desde que iniciei o blog tens sido uma das pessoas que mais me tem ajudado a seguir em frente. Por vezes é isso, vasta uma palavra para levantarmos a cabeça. E o curioso, é que muitas vezes quando estou em baixo, ler os teus comentários me têm ajudado bastante.
Temo desiludir-te; a ausência de post deve-se mais ao facto de a casa ter sido invadida durante o período da Páscoa... pelos franceses. Por um lado, porque tive os dias sempre ocupados, e por outro, porque no meu quarto dormiu a minha prima... e não me apetecia muito que a "piralha", com menos vinte anos que eu, espreitasse o que não deve.
E sim, quero seguir em frente... mas julgo que também não vai ser assim tão cedo. Também sou muito negativa, e pondero demasiado os pós e os contras. E neste caso, continuo a ver mais contras. Não quero acordar de manhã com a sensação que valia mais ter bebido um copo de água... se é que me faço entender. Para além disso gosto de alguma estabilidade, já não acredito em relações para a vida toda. A vida tem-me mostrado que isso é pedir demasiado. Mas quando avanço procuro mais do que sexo, e temo que este meu "amigo" procure só isso. Sei que é pouco dado a relações estáveis. Mas é verdade, que mesmo que não se venha a passar nada entre nós, ele deu-me uma grande força para me libertar dos destroços.


Também continuo a passar pelo teu blog, mas sou mais preguiçosa do que tu para deixar comentários.
Mas também noto quando há ausência de post... e também acho que isso é um bom sinal... significa que não estás fechado na solidão das 4 paredes, e que muito provavelmente encontraste uns bons amigos para beber uns copos há noite... ou amiga!
Lol
Beijinhos
E um bom dia de trabalho... Miguel



De noche a 11 de Abril de 2007 às 20:41
bem pelos vistos tenho mais facilidade em fazer amizades na net do que frente a frente :)

já não és a primeira pessoa que me diz o qto pode ser importante ler um comentário de apoio... no meu caso foi essa necessidade que me fez continuar com o blog. e espreitar os dos outros...

é bom haver alguem à distância com a qual se pode desabafar sem estar à espera de nada em troca e sem grandes preconceitos inerentes à imagem (beleza, peso, altura, roupa, etc) e outros ... uma amizade alternativa ...
e acho também engraçado ver os pontos comuns e ao mesmo tempo ver as diferenças. com a escrita a pessoa deixa transparecer montes de traços da personalidade que se calhar demoraria uma eternidade a revelar frente a frente.

em relação às relações para a vida eu tinha uma ideia totalmente errada da realidade...continuo a acreditar que possa acontecer mas pelos vistos exige muito "trabalhinho" :)

mas mesmo que não aconteça não se deve deixar de procurar

e se calhar a "variedade" tb pode ser uma vantagem (um bocado como dizia o tal psicologo) se calhar enriquece mais uma pessoa ter intimidade e partilhar o EU com varias pessoas ao longo dos anos...eu pelo menos com cada namorada (n foram muitas mas...) sinto que cresci um bocado...deixei uma parte de mim mas fiquei com qq coisa mais...

concordo contigo que se calhar só sexo não traz grande valor acrescentado .... mas tem que se começar por algum lado :) tou a brinca ok?!!? ou talvez não...

quanto ao meu blog não precisas escrever nada até porque não se aprende grande coisa por lá...e para ser sincero acho que vou escrever com menos frequencia... estou a desleixar um bocado as obrigações (roupa, cozinha,cinema,leitura, etc )e falta-me o tempo para tudo (há a tentação qdo se chega cansado de ir para o computador mas n pode ser lol)

bem e agora ficava para aqui a escrever um testamento lol ... tenho um cá em casa e estão achegar os 2 convidados... já me vão gozar "larga o teclado" lol

bjs e vai escrevedo que eu passo por cá!

para a próxima digo-te porque é que continuei a visitar o teu blog... se quiseres saber claro :)
De Clauclau a 11 de Abril de 2007 às 21:38
Deixaste-me curiosa! Porque é que continuaste a visitar o meu blog???
De in love again a 13 de Abril de 2007 às 18:49
Acho que neste momento precisas de alguém que te faça sorrir, alguém que te faça sentir bem... Mas para isto acontecer tens que por esse medo de amor de lado... Sabes melhor do que ninguém que o teu ex namorado não te merecia, por isso não tens de ficar presa ao passado, mas sim viver o presente como se não houvesse passado... Todos precisamos de colo, me mimo, de carinho, isso faz-nos sentir muito bem... são pequenos gestos de afecto que marcam diferença...
Bom fim de semana

Comentar post

Pesquisar

 

Posts recentes

Escolhas

Investir

Sonhar com o impossível

Amores

Amor

Felicidade

O que construimos

...

Algo melhor

Explosão de hormonas

Aventuras rápidas

Quero-te comigo

Arquivo

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

tags

afl(30)

amor(260)

ana santa clara(9)

casamento(10)

catherine dunne(11)

citações(324)

dr.ª robin l. smith(8)

ildikó von kürthy(13)

joana miranda(60)

jorge bucay e silvia salinas(11)

livros(308)

margarida rebelo pinto(32)

maria joão lopo de carvalho(10)

miguel sousa tavares(24)

paulo coelho(28)

robin sisman(9)

sofrimento(21)

stefania bertola(12)

suzanne schlosberg(10)

vida(183)

todas as tags

Readspeaker

Imagens

Retiradas da net