Terça-feira, 1 de Janeiro de 2008

Dar sentido à vida

“Vejo à minha volta muita gente solteira ou separada, mais ou menos confortável com o celibato em que vive gozando a liberdade e autonomia que só este pode oferecer, mas sinto, no fundo do coração de tantos meus amigos tão queridos o desejo indelével de um dia encontrar alguém que possam amar sem limites, que lhes entre pela vida adentro e lhes dê mais sentido e alegria à existência, alguém com quem possam construir uma vida, um projecto, um futuro feito de paz e serenidade. E depois vejo esses meus amigos e amigas de formulário debaixo do braço, estudando os vários candidatos como se de uma prova de admissão se tratasse, consultando permanente a sua lista de pós e contras, à espera de encontrar aquele que obtém melhores resultados.”

As crónicas da Margarida - Margarida Rebelo Pinto

Clauclau às 00:58

| Comentar | Adicionar aos favoritos

Pesquisar

 

Posts recentes

Escolhas

Investir

Sonhar com o impossível

Amores

Amor

Felicidade

O que construimos

...

Algo melhor

Explosão de hormonas

Aventuras rápidas

Quero-te comigo

Arquivo

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

tags

afl(30)

amor(260)

ana santa clara(9)

casamento(10)

catherine dunne(11)

citações(324)

dr.ª robin l. smith(8)

ildikó von kürthy(13)

joana miranda(60)

jorge bucay e silvia salinas(11)

livros(308)

margarida rebelo pinto(32)

maria joão lopo de carvalho(10)

miguel sousa tavares(24)

paulo coelho(28)

robin sisman(9)

sofrimento(21)

stefania bertola(12)

suzanne schlosberg(10)

vida(183)

todas as tags

Readspeaker

Imagens

Retiradas da net