Quinta-feira, 11 de Outubro de 2007

Primeiro amor

 

 

 

Ditado “Não há amor como o primeiro, nem paixão como a última.”
Gosto de Homens – Ana Santa Clara
Clauclau às 21:56

| Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 10 de Outubro de 2007

Fazer o que não faziam

“Homens a quem não perdoo fazerem depois com outras aquilo que comigo tanto negaram. Um simples andar de mão dada na rua, ir ao cinema ver uma comédia romântica.”

Gosto de Homens – Ana Santa Clara
Clauclau às 21:53

| Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 24 de Julho de 2007

Beijo

“Um orgasmo posso ter sozinha... mas para um beijo preciso do outro.”
Gosto de Homens – Ana Santa Clara
Clauclau às 07:45

| Comentar | Adicionar aos favoritos
Sábado, 7 de Julho de 2007

Gestos simples

“Um beijo, uma carícia, um abraço e uma palavra doce são, realmente, aquilo a que nós damos importância numa vida a dois. Juntamente com olhares meigos e passear de mão dada, são actos que constróem uma vida.”
Gosto de Homens – Ana Santa Clara

           
Clauclau às 10:20

| Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 1 de Junho de 2007

Piropos

“Gosto dos olhares gulosos dos homens, quando passo na rua, como gosto dos olhares neutros das mulheres (Ok, vá lá, assumo que a única emoção que lhes gosto de ver é a inveja). Até assumo que gosto de piropos. Funcionam como o meu espelho. Sei sempre quando estou bem, gira e apetitosa.”
Gosto de Homens – Ana Santa Clara

Domingo, 13 de Maio de 2007

Diferenças

“Iniciado o acto de sedução, iniciam-se as diferenças: ele olha de frente, guloso, ela baixa a cabeça, ansiosa. Ele imagina essa noite, ela imagina toda a eternidade. Ele só tem uma pergunta na cabeça: no carro ou na cama? Ela também só tem uma pergunta na cabeça: será este o tal?”

Gosto de Homens – Ana Santa Clara

 

 

Quinta-feira, 12 de Abril de 2007

Encalhadas...

“Irritantes famílias que nos olham com a pena destinada às encalhadas. Verdade, verdadinha, elas também nos olham com medo que roubemos o seu precioso maridinho, enquanto eles, gulosos, fantasiam com a boa da vizinha solteira. E esta é a única vingança que o nosso estatuto nos permite."
 
Gosto de Homens – Ana Santa Clara
 

 

 

Sexta-feira, 16 de Março de 2007

Voltar amar

Será que afinal o amor nos bate à porta mais do que uma vez na vida? Não sei. Não posso falar de algo que desconheço? A relação já acabou há um ano, mas durante todo este tempo, a verdade é que não abri a porta a ninguém para que pudesse invadir o meu mundo. Julgo que durante muito tempo acreditei em vozes que me diziam que ele ia voltar e fui-me agarrando a essa esperança. Hoje não resta nada dela, e estou emocionalmente disponível para recomeçar tudo de novo, mas tenho receio de não voltar a encontrar ninguém que me faça vibrar como ele fazia, apenas com um simples olhar.
 
Clauclau
 
 
 
“Para voltar a amar precisamos... de ter disponibilidade emocional, de nos livrar deste amor que se arrasta. Mas só nos conseguimos livrar deste amor que se arrasta se voltarmos a amar.”
        
 
Gosto de Homens – Ana Santa Clara
 
  

 

  
 
  
 
 
 
Clauclau às 17:48

| Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 6 de Março de 2007

Raridades deste século

“Homens heterossexuais e disponíveis são mesmo uma das maiores raridades deste século. E que nós cobiçamos, adoramos, amamos, veneramos e, desesperadamente procuramos.”
     Gosto de Homens  Ana Santa Clara
  
Admito que sim... que continuo à procura desse objecto raro, dessa pedra preciosa, que se encontra algures por aí perdida. Na verdade, espero não estar a ser demasiado ingénua, mas julgo que ainda há por aí muito homem disponível interessado numa relação a dois, sustentada em pilares firmes. O problema é que o nosso patamar de exigência é demasiado elevado. Continuamos à procura de algo que sabemos que não existe. E o pior, é que a sociedade actual nos permite passar a vida toda nessa busca, sem necessidade de ficar "amarrada" a um homem que não satisfaça todos os nossos requisitos.
 
Clauclau
 
  
“Sabes miúda, o problema é que hoje em dia eles são perfeitamente dispensáveis. Já não nos sustentam. Não nos protegem. Não sabem tratar da casa, são em geral péssimos cozinheiros. Muitas vezes até somos nós que acabamos por os sustentar. Por lhe orientar a carreira, lhes arranjar empregos, lhes dar a mão.”
  
 Sei lá – Margarida Rebelo Pinto
  
  

Clauclau às 21:26

| Comentar | Adicionar aos favoritos

Pesquisar

 

Posts recentes

Primeiro amor

Fazer o que não faziam

Beijo

Gestos simples

Piropos

Diferenças

Encalhadas...

Voltar amar

Raridades deste século

Arquivo

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

tags

afl(30)

amor(260)

ana santa clara(9)

casamento(10)

catherine dunne(11)

citações(324)

dr.ª robin l. smith(8)

ildikó von kürthy(13)

joana miranda(60)

jorge bucay e silvia salinas(11)

livros(308)

margarida rebelo pinto(32)

maria joão lopo de carvalho(10)

miguel sousa tavares(24)

paulo coelho(28)

robin sisman(9)

sofrimento(21)

stefania bertola(12)

suzanne schlosberg(10)

vida(183)

todas as tags

Readspeaker

Imagens

Retiradas da net